skip to content
 

Planilha de Produtividade

Racionalidade, Justiça e Meritocracia

Em um mundo cada vez mais populoso, mas inevitavelmente limitado em oferta de recursos naturais, financeiros e humanos, faz-se necessária a racionalização das tomadas de decisão, sobretudo em instituições públicas. Agências de fomento a pesquisa, em todo mundo e no Brasil, preocupam-se em estabelece critérios para julgar o mérito de projetos e seus respectivos pesquisadores. A medição de produtividade, juntamente com outras ferramentas, é fundamental para esse processo.

A PROPP, na avaliação dos seus editais internos de Iniciação Científica e Apoio a Pesquisas e Eventos, utiliza planilhas de produtividade. Essas planilhas são frequentemente discutidas e aperfeiçoadas com o subsídio dos Comitês Internos de Pesquisa e da Câmara de Pós-graduação. As planilhas também podem ser utilizadas, na íntegra ou de modo adaptado, pelos departamentos e unidades da UFOP, em qualquer processo de racionalização da decisão que envolve seleção de pessoas (discentes, docentes e técnico-administrativos).

Os indicadores e pesos utilizados nas Planilhas variam de acordo com as cinco áreas de conhecimento da UFOP. As Planilhas estão disponíveis no quadro abaixo

Área

Arquivo (versão)

Ciências Extas de da Terra

CETv2016

Ciências Humanas, Letras e Arte

CHLAv2016

Ciências Sociais Aplicadas

CSAv2016

Ciências da Vida

CVv2016

Engenharias

ENGv2016

Caso tenha sugestões sobre os indicadores e pesos utilizados ou sobre a abordagem geral de medição de produtividade por parte da PROPP, por favor entre em contato com os respectivos Comitês Internos de Pesquisa, ou através do telefone +55.31.35591367.

 

Os estímulos à produtividade visam, de alguma maneira, promover a publicação de pesquisa, deposito de patentes, ou seja, conhecimento que, por sua, vez tenha desdobramentos positivos na sociedade. O gráfico a seguir ilustra alguns tipos de publicações publicadas pelos docentes da UFOP nos últimos anos.